- Hoje é
 
 
Home | Quem somos
Actividades
Contactos | Destaques | Recursos  | Documentos | Visitas | Links | Busca
 
 
Deus é Amor!          Aquele que ama conhece a Deus!               Aquele que ama permanece em Deus!          
 :: O dom da Vida
 :: Namoro
 :: Preparar o casamento: CPM
 :: Celebrar o matrimónio
 :: Crescer em família
 :: Rezar em família
 :: Catequese em família
 :: A educação dos filhos
 :: Aconselhamento Familiar
 :: Planeamento familiar natural
 :: Como posso ajudar?
 :: Movimentos Pastoral Familiar
 :: Boletins Informativos

PRÓXIMAS ACTIVIDADES
 
PROJECTO FAMÍLIA JOVEM
Secretariado Diocesano da Família
Ao serviço dos novos casais

 


Vamos apoiar as famílias jovens!

Com o objectivo de promover o acompanhamento dos casais novos – uma das grandes lacunas da nossa pastoral – o Secretariado Diocesano da Pastoral da Família (SDPF) lançou o projecto “Família jovem”, com três níveis de actuação e envolvendo diversas estruturas paroquiais e diocesanas.

No primeiro nível, procura-se acompanhar os casais que frequentaram o CPM (Centros de Preparação para o Matrimónio). As paróquias serão alertadas para os casais que lá vão residir e providenciarão pelo seu acompanhamento personalizado (e continuado), tanto quanto possível através de um casal – o “casal amigo” – pertencente à Equipa Paroquial da Pastoral Familiar (EPPF). A estes casais jovens, e na expectativa de um equilibrado crescimento conjugal e de uma adequada integração na comunidade, ser-lhes-á proposto um itinerário de formação, com o apoio dos movimentos de espiritualidade familiar, dos movimentos de cariz mais evangelizador (Cursos de Cristandade, Cursos ALPHA, Renovamento Carismático, etc.) e de outras estruturas diocesanas de formação.

Embora o processo seja simples (e lógico), o SDPF está ciente das dificuldades da sua implementação, não só porque nem todas as paróquias têm EPPF, como também pela evidente falta de experiência de trabalho em conjunto. Desta forma, numa primeira fase, o projecto, com a coordenação e avaliação do SDPF, irá atingir um número restrito de situações, não coibindo, porém – antes pelo contrário –, qualquer paróquia de abraçar, desde já, este desafio, de forma autónoma.

No 2º nível, procura-se acompanhar os casais que pedem à Igreja o Baptismo para os seus filhos. Aqui, a responsabilidade de todo o processo recai sobre o pároco e sobre a EPPF. Também deverá ser destacado um casal amigo e estudado um percurso de formação.

No 3º nível, investe-se no acompanhamento dos casais que matriculam os filhos na catequese pela primeira vez. São envolvidos, prioritariamente, o pároco, o coordenador da catequese e a EPPF. Tal como nos outros níveis, os casais devem ser estimulados para sentir a necessidade de se integrarem num percurso formativo análogo ao já descrito anteriormente, sempre acompanhados pelas estruturas paroquiais.

Procura-se com este projecto aproveitar e potenciar os momentos em que os casais novos procuram a Igreja. O acolhimento que lhes é feito e a qualidade do acompanhamento serão fundamentais para o sucesso.  

É óbvio que este projecto vai desafiar todos. Exigirá muita Fé, muita organização, muita paciência, muita comunhão e articulação de esforços entre as diversas estruturas diocesanas, pouco habituadas a trabalhar concertadamente. Exigirá, também, muita ousadia e criatividade.

Jorge Cotovio

 
©Copyright - Secretariado Diocesano da Pastoral da Família, 2004